• adriana

FIQUE ATENTO ÀS PRINCIPAIS MUDANÇAS DO IMPOSTO DE RENDA 2020


Todos os anos, a Receita Federal realiza alguma modificação que impacta o envio da declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física, e neste ano não foi diferente.

Se é você quem entrega a sua declaração, é ainda mais importante que você esteja ciente dessas mudanças para não cair na temida Malha Fina.

Para te ajudar, convidamos o Danilo, sócio da Carosi & Martins Assessoria Contábil, que listou as principais mudanças para entrega da declaração do IR 2020.

INSS pago para empregado(a) doméstico(a)

A dedução do imposto de renda para quem tem empregado(a) doméstico(a) teve sua validade encerrada no ano passado. Esse benefício era temporário, e com seu encerramento aqueles que contrataram durante o ano de 2019 pessoas nessa modalidade não poderão mais ter a dedução do seu imposto, que era de aproximadamente R$ 1.200.

É verdade que existem alguns projetos de lei no Congresso para que o benefício volte a ser concedido, entretanto o governo defende que as deduções do Imposto de Renda devem ser extintas, para que as alíquotas cobradas sejam reduzidas.

De qualquer forma, se a dedução do INSS irá voltar a ser concedida ou não, nada muda para a entrega da declaração de 2019. Vale lembrar que as deduções por gastos com despesa médica ou com educação permanecem válidas.

Prazo de entrega para débito automático

Para os contribuintes que tem imposto a pagar e prefere que a(s) parcela(s) sejam realizadas por meio de débito em conta, foi alterado o prazo de envio da declaração.

Até o ano passado, o contribuinte nesta situação precisava transmitir sua declaração até o dia 30 de março. Neste ano, poderá fazer a transmissão da declaração até o dia 10 de abril.

Se o contribuinte enviar sua declaração depois dessa data, ele poderá optar pelo débito em conta a partir da 2º quota do imposto, sendo que a primeira deverá ser paga por meio do Documento de Arrecadação das Receitas Federais (DARF). Doações com parte da restituição do Imposto de Renda

Os contribuintes que desejarem destinar parte do seu imposto a restituir para alguma instituição sem fins lucrativos, poderá fazer isso diretamente na ficha “Doações Diretamente na Declaração”. Entre os possíveis beneficiários, foram incluídos o Fundo do Idoso e o Fundo da Criança e Adolescente.

Antecipação dos lotes de restituição

No ano passado, os lotes de restituição da Receita Federal tiveram início em junho. Para o ano de 2020, a restituição foi antecipada para dia 29 de maio, sendo que o último lote de restituição será realizado até o dia 30 de setembro.

As prioridades para recebimento da restituição foram mantidas.

Se você deseja estar entre os primeiros lotes de restituição, precisa fazer a transmissão da sua declaração do Imposto de Renda de forma correta o quanto antes.

E se tiver qualquer dúvida para realizar a entrega de sua declaração, consulte uma assessoria especializada que lhe dará todo o suporte necessário.


Por: Danilo Carosi - Contato (19) 97121-6556

19 visualizações0 comentário